segunda-feira, 19 de novembro de 2012

enquanto os olhos descansam

Instantes que se apreciam, enquanto o olhos descansam
boa semana

O que faz ser-se guloso

Acho que, quando era criança, era tão traquina como era gulosa, não sei qual era o maior pedaço, mas, era comum, encontrar-me colada à montra da Padaria Lua a comer com os olhos as guloseimas que lá se faziam, era tudo bom, as natas, as bolas de berlim, os bolos de côco, as massas folhadas recheadas com créme e as queijadas, ainda hoje pelo-me por uma queijada de requeijão fresco, eram simplesmente deliciosas, agora, ainda são boas, mas aquelas que eu faço, aprendi a fazê-las com a Srª Maria que as fazia divinas, porque agora nas pastelarias do Funchal, já se acrescenta farinha ao requeijão, para dar mais. Mas, estou a desviar-me do meu propósito, pois como dizia, da menina gulosa que eu era, um dia estava eu colada a saborear com os olhos o que se encontrava naquela montra e passa um homem que olha para mim e pergunta-me queres um doce? E eu, quero. O homem, deu-me a mão e disse, então vamos ali, adiante, eu já te dou o doce. E fui, ele continuou rua da carreira fora e virou à direita, para avenida gonçalves zarco, atravessou para o outro lado da rua e entrou num prédio, um edificio dos anos 40/50/60, não sei precisar, sei que, deviam ser consultórios médicos ou escritórios, tinha um hall grande e um lanço de 5 a 6 degraus, disse-me para ficar em baixo em frente às escadas, subiu os degraus, e qual é a minha admiração quando tirou o piralau de fora e toca a masturbar-se. Eu fiquei muito atrapalhada e lembro-me de ter dito oh. e de dar um estalido com a língua e sair dali para fora muito rapidamente.
Não sei o que me salvou.
Hoje, ainda me lembro daquele homem, com muita com repugnância e nojo, tinha uns lábios escuros, usava chapéu preto e gabardina também escura e ele era todo escuro, estava bem vestido para a época, ele seria um lesma, como se designa na madeira um homem nojento.
A mim, nunca ninguém disse, não fales com estranhos, nem aceites nada de comer, não se vivia com medo, que existissem pedófilos, as crianças andavam livremente nas ruas, mas esse era um perigo que já existia ou sempre existiu, e o meu institnto de sobrevivência, foi maior que a minha gula.
Eu penso, que sempre tive um anjinho bom, que me protegeu.

quarta-feira, 11 de maio de 2011

segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

Presépios

É isso, o Natal está à Porta e decidi modelar presépios em cerâmica.

Do plano passei à tridimensão e estou a gostar muito, são todos semelhantes, mas todos diferentes, em grés branco. Obrigada ao Lucas pela etiqueta.

Estão à venda

No Porto
Papélia- www.papelia.pt/
Design Futon -www.designfuton.pt/
Livraria Polo Universitário - www.polouniversitario.net/

Em Lisboa

Rosa 78 - Rua da Rosa, 78 - Lisboa - email: rosa-78@hotmail.com
em nome da rosa - R. D. Pedro V, 97-99 - Lisboa - Pincipe Real - emai: emnomedarosa@sapo.pt
Arte da Terra - R. Augusto Rosa, 40 - http://www.aartedaterra.pt/

segunda-feira, 17 de setembro de 2007

estrelinhas na areia

Este fim de semana, vi estrelinhas à noite, na areia da praia em Moledo e gostei. Vou continuar a visitar a praia à noite, só para ver aquelas estrelinhas, faz-nos sentir crianças de novo.... Aqui está o ser, causa das minhas insónias no último mês, o que justifica a minha ausência da blogoesfera além das férias, é claro, acho que vou continuar ausente por mais algum tempo, está-me a saber bem, até breve.......

segunda-feira, 23 de julho de 2007

a minha nova Oficina/azulejos/pintura/outras coisas mais

Desde ontem, 22 de julho, tenho um novo espaço de trabalho, misturei o passado com o presente e os azulejos com as minhas aguarelas e aí vamos, numa nova vida e novos projectos.
Aos sábados à tarde de 15 em 15 dias, animarei este espaço com workshops de cerâmica/azulejaria.
Volto a aceitar encomendas de paineis em azulejo, faixas pintadas à mão para casa de banho e cozinhas, assim como: pequenos restauros de azulejo e outras situações que mereçam a minha/nossa/vossa atenção.....

sexta-feira, 22 de junho de 2007

Aguarela de Grafite

Vai acontecer, na próxima segunda feira dia 25 de Junho das 15 horas às 18 horas, estarei na Papélia na Rua de Santa Catarina, Nº 125 4000-450 Porto Telef. 222 039 620 , a fazer uma demonstração da aguarela de grafite, para isso, ontem, a Regina presenteou-me, com um kit composto, por um caderno de papel de aguarela da Canson de 300 grs, dois pincéis Royal Talens 2 e 10, um fixador em spray da Talens e uma Caixinha com uma pastilha ou patela de Aguarela de Grafite produzida pela Fábrica Viarco.

Estou entusiasmada com esta experiência, venham daí também experimentar, além de ser novidade tem um aspecto fantástico ora vejam.

Noz moscada e Canela

Noz Moscada Parte utilizada: sementes

Sabor: Picante e quente Estimulante, digestivo, em doses elevadas é narcótico.

A flor da noz moscada é afrodisíaca e pode ser usada em casos de impotência.

Indicada na má absorção, dor abdominal, diarréia, gases, insônia. É um dos melhores medicamentos para acalmar a mente.

Receitinha Pele manchada e espinhas: fazer uma pasta misturando açafrão, noz moscada e leite.

Canela Parte utilizada: casca

Sabor: Picante, doce, quente.

Eficaz para fortalecer e harmonizar o fluxo sanguíneo. Indicada na inapetência, náuseas e vômitos. É diurética e estimulante do sistema nervoso.

Receitinhas Flatulência e má digestão: misturar gengibre seco, casca de canela e cardamomo em pó e triturar. Ingerir 1 a 2 g antes das refeições.

Gripes e resfriados: fazer a decocção de 3 partes de gengibre, 3 partes de canela e 1 parte de cravo, todos em pó. Colocar em água e ferver por 5 a 10 minutos. Tomar 1 xícara de 4/4 horas.